Categorias:

Não aponte um laser para o avião, mané!

Imagem do avatar de
Publicado por Equipe AeM

Você já deve ter visto por aí reportagens falando do pessoal que fica apontando laser para avião, e não custa lembrar, que isso é crime.

Então hoje vamos falar de Ciência, Oftalmologia e Aviação. Mas antes desses três temas, vamos falar de código penal: quem é pego apontando laser para um avião pode pegar de 2 a 5 anos de prisão, e se causar um acidente, aí são até 12 anos de cadeia.

Ou seja, embora muita gente ache que é uma brincadeira inocente, na verdade não é. De 150 casos a cada três anos nos anos 1990, duas décadas depois os Estados Unidos sozinhos já registravam 150 casos por mês. A popularização das canetas laser fez o fenômeno se globalizar, e hoje esse tipo de ameaça ocorre em praticamente todos os países, ou seja, a estupidez é global.

Mas qual o dano que um feixe de laser pode causar a um avião? Pois é, a gente já viu isso no cinema muitas vezes, mas na vida real não é assim, claro. Existem sim armas a laser sendo desenvolvidas, mas felizmente esse tipo de laser é caro e complexo demais para cair na mão de civis desavisados.

No entanto, as tais canetinhas e apontadores a laser também podem ter consequências graves, mas para entender o que é o laser e como ele pode afetar aeronaves e pilotos, precisamos primeiro partir para o segundo tema do nosso Aerolito de hoje: a parte da Ciência.

E como em boa parte das vezes, tem dedo do genial Albert Einstein nessa história. Em 1917, nos seus estudos sobre luz, energia e massa, ele escreveu a base do que nos permitiria, 43 anos depois, inventar o laser. Isso mesmo, Einstein formulou as equações matemáticas que nos fizeram perceber que o laser poderia existir, e isso mais de quatro décadas antes de termos a tecnologia para tornar o laser realidade. Mas o que quer dizer laser afinal?

Dá um play e vem descobrir com o Lito sobre laser e aviões