Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

De olho no mercado sul-americano, Virgin Atlantic fecha acordo de codeshare com a LATAM

Imagem: Virgin Atlantic

A Virgin Atlantic anunciou nesta terça-feira (18), um acordo de codeshare com a LATAM Airlines firmando seu interesse pelo mercado sul-americano. Em março de 2020, a empresa havia planejado iniciar suas operações comerciais para São Paulo (GRU) operando com o Boeing 787-8 Dreamliner. Entretanto as operações foram suspensas diante da pandemia do Coronavírus.

A Virgin Atlantic tinha pretensão de operar com o Boeing 787-8 Dreamliner. Imagem: Virgin Atlantic

No entanto, a companhia aérea do milionário Richard Branson não desistiu de oferecer a seus passageiros a ligação direta entre a capital paulista e Londres (LHR).A partir de agora, os passageiros da Virgin Atlantic podem viajar de Heathrow direto para São Paulo, bem como fazer conexões em 12 aeroportos domésticos no Brasil, incluindo Rio de Janeiro, Salvador e Florianópolis. 

Os clientes que viajarem de São Paulo para Londres Heathrow também terão a opção de se conectar aos destinos do resto do mundo da Virgin Atlantic através do Terminal 3, incluindo Tel Aviv, Delhi e Hong Kong.

A LATAM opera com o Boeing 777-300ER de São Paulo (GRU) para Londres (LHR).

“Estamos incrivelmente empolgados em lançar esta nova parceria de codeshare com a LATAM Airlines. À medida que nos recuperamos da pandemia, as parcerias são mais importantes do que nunca e estamos ansiosos para construir o relacionamento interline incrivelmente bem-sucedido que temos há vários anos. Também vemos oportunidades além do Brasil e esperamos expandir ainda mais nosso relacionamento para atender destinos em toda a América do Sul, incluindo Peru e Colômbia.” informou Juha Jarvinen, diretor comercial da Virgin Atlantic.

“Esta nova parceria visa responder à grande e crescente demanda por viajantes a lazer que desejam desfrutar de novas experiências após 20 meses desafiadores. Sabemos que há uma demanda reprimida por viagens de longa distância e estamos ansiosos para receber os clientes a bordo em seu caminho para explorar essas excitantes e vibrantes cidades brasileiras. 

“À medida que as economias globais se recuperam gradualmente do impacto da pandemia, também esperamos capturar a demanda de viagens corporativas para São Paulo, a capital comercial do Brasil, bem como outros importantes centros de negócios na América do Sul.” acrescentou o diretor comercial da companhia.

Com informações da assessoria de imprensa da Virgin Atlantic.

+ do Blog Aviões e Músicas
logo aem site rodape 2

Um portal feito para leigos, entusiastas, curiosos, geeks, amantes de aviões, aeroportos e viagens.