Categorias:

As Rotas MAIS TURBULENTAS

Imagem do avatar de
Publicado por Equipe AeM

Quais são as rotas mais turbulentas do Brasil? E do mundo? Afivele os cintos!

Escute o novo episódio do podcast Atenção, Passageiros! https://open.spotify.com/episode/2bq1…

Eu sei que muitos de vocês procuram o canal porque têm medo de voar, e de cada dez que procuram o canal por isso, onze têm medo de turbulência. E eu sempre falo aqui e repito: turbulência não derruba avião. No entanto, apesar do avião não se machucar, pessoas podem se machucar se estiverem sem o cinto afivelado. E é por isso que os pilotos estão sempre de cinto, os comissários também usam sempre que o sinal de atar cintos acende e você, passageiro, só deve tirar para ir ao banheiro. Até dormindo numa confortável cama da executiva ou primeira classe, você sempre deve estar de cinto.

Mas e se desse para evitar a turbulência sabendo quais as rotas mais turbulentas do Brasil e do mundo, hein?

Praticamente todo voo tem turbulência. Mas de fato existem rotas que, por suas características, costumam enfrentar mais turbulência que outras. Você pode fazer uma pesquisa rápida na internet e vai achar vários casos de voos que enfrentaram turbulência e tiveram “pânico a bordo” e até feridos, e praticamente todos esses casos estão ligados a três tipos de turbulência: CAT, ou turbulência de céu claro; turbulência convectiva, decorrente de nuvens de tempestades; e wake turbulence, consequência de esteira de turbulência.

Se você quer entender o que é cada uma delas, temos uma maratona no canal pra você fazer: anota aí: EP 61, EP 392, EP 449, EP 530, EP 565, EP 634 e EP 709. Fora uns vídeos extras. Temos episódios reagindo a vídeos virais, explicando como os pilotos identificam onde está a turbulência, como o avião é projetado para suportá-las e muito mais. Pra gente não ficar repetitivo, vamos focar então em onde esperar que elas aconteçam.

Você deve lembrar do seu tio dizendo que quando viajou para Buenos Aires balançou bastante, não lembra? Já indo pro Nordeste, raramente você vai ver alguém reclamar de turbulência.

E durante o inverno, essas correntes que ocorrem nas dobras da tropopausa entre os trópicos e os polos , se deslocam para mais perto do Equador durante o inverno. E isso as colocam justamente na região Sul do Brasil, por volta de maio a setembro. Como o limite entre o ar mais calmo fora da corrente e o ar veloz dentro dela tende a ser um pouco conturbado pela fricção entre as duas massas de ar, é bem comum que os voos entre Brasil e Argentina, ou mesmo para Porto Alegre, experimentem um tanto de turbulência nessas rotas, em especial na metade mais fria do ano.

Sabendo disso, agora dá um play e vamos listar quais as rotas mais turbulentas.