Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

American Airlines registra prejuízo anual de US$ 2 bilhões em 2021

Após um ano de incertezas, a companhia aérea está focada em retornar à lucratividade em 2022. (Imagem: Luís A. Neves)  

A companhia American Airlines registrou uma perda anual de US$ 2 bilhões, citando a luta do setor para se recuperar da pandemia do COVID-19. Após um ano de incertezas, a companhia aérea está focada em retornar à lucratividade em 2022.  

“No ano passado, experimentamos períodos de alta demanda de viagens contrabalançados por períodos de demanda reduzida devido a novas variantes do COVID-19”, disse o presidente e CEO da American, Doug Parker. 

Durante o quarto trimestre de 2021, um período lucrativo para as operadoras em todo o mundo, a companhia aérea perdeu US$ 931 milhões. O resultado financeiro negativo foi amplamente atribuído à variante Omicron do COVID-19, que foi descoberta pela primeira vez no final de novembro de 2021.  

“Essa volatilidade criou o ambiente de planejamento mais desafiador da história da aviação comercial”, acrescentou Parker.  

Apesar de um ano de perdas, a companhia aérea encerrou 2021 com US$ 15,8 bilhões em liquidez, um recorde para a empresa. A American Airlines também aposentou alguns de seus aviões mais antigos, substituindo-os por aeronaves novas e mais eficientes.  

Olhando para o futuro, a American “continuará a combinar sua capacidade futura com as tendências de reservas observadas”. No entanto, com base na situação atual, a operadora prevê que sua capacidade no primeiro trimestre diminua aproximadamente 8% a 10% em comparação com o primeiro trimestre de 2019.  

“A American espera que sua receita total no primeiro trimestre caia aproximadamente 20% a 22% em relação ao primeiro trimestre de 2019”, de acordo com o comunicado da companhia aérea.  

No final de março de 2022, Doug Parker irá se aposentar como CEO da American Airlines , encerrando um mandato de nove anos. Parker será sucedido pelo atual presidente Robert Isom. 

Isom declarou: “Olhando para o futuro, nosso foco em 2022 será continuar administrando uma companhia aérea confiável, retornando à lucratividade e cumprindo nosso plano de longo prazo para desalavancar o balanço”.  

Com informações da assessoria de imprensa da American Airlines

+ do Blog Aviões e Músicas
logo aem site rodape 2

Um portal feito para leigos, entusiastas, curiosos, geeks, amantes de aviões, aeroportos e viagens.